Sou Feliz


O tempo tem passado tão rápido que me assustei ao abrir a minha janela, vi que estava presa e quase empenada de tanto tempo que não é aberta. Ocupada-mente feliz com a minha nova vida que se me escapam os dias sem que eu dê conta das horas perdendo-me até nos dias da semana.

Sim, vivo intensamente cada segundo sem precisar viajar no meu imaginário para bem longe de mim, fantasiando uma felicidade que só existia em meus sonhos. Mas sonhei tanto que o sonho se materializou e hoje tenho um calo, um abraço e o carinho duma família ao qual posso chamar minha.

Respirei fundo diante desta janela, onde tantas vezes escrevi a tristeza que matava com a saudade, ultrapassando com dificuldades o grande abismo que me separou de mim, para me lembrar da menina que estava do outro lado.

Sou feliz porque o meu coração esta completo, tenho a outra metade a meu lado, sem necessidade de amar pelos dois, amo e sou amada. “É um privilégio casar contigo”. Foram as palavras que ouvi na hora se dizer o sim, fazendo-me chorar e caírem lágrimas dos olhos dos presentes.
E ao fechar a minha janele penso no que disse naquele momento, “obrigada meu amor por não teres desistido de mim”.

ADORMECESTE PARA SEMPRE


Hesitando abri a janela , preciso olhar para lá do espaço que me circunda a vida e ir mais alem de mim para chorar as lágrimas que não inundam os meus olhos nem sulcam o meu rosto na sua precipitada descida.

Sinto a tua falta Mãna , mas adormeceste para sempre.
Em ti eu mantinha viva a nossa Mãe que perdemos numa luta com o câncer e que a mim sempre me fez tanta falta.

E hoje não consigo chorar, mas sinto-me triste e vazia , mas cheia de gestos e palavras que se acumulam por não tos poder repetir, fazendo-me sentir estranha ao mesmo tempo.

Não somos daqui e um dia parimos , mas a partida fica sempre a doer no coração de quem fica por muito ou pouco tempo, mas dói.

Fecho a janela e regresso à realidade dum dia gelado que o sol não consegue aquecer.

ERAS TU


Diante da minha janela , sinto-me inquieta, alvoraçada e com vontade de ir ao encontro de sonhos perdidos ao longo da vida, e viver nem que seja por um momento nesse meu imaginário uma grande aventura.




Fecho os olhos em busca dalgum momento que quero mudar e ai estás tu , naquele café que eu frequentei algumas vezes com o meu namorado e a família, que por sua vez o padrasto era meu tio.




Estavas lá rodeado de rapazes, mais ou menos da mesma idade , os cabelos escuros cobriam-te parte do rosto por se usarem compridos, juntamente com uma barba bem tratada, deixando apenas a descoberto dois olhos lindos que ainda hoje consigo visualizar e experimentar o desconforto desse olhar sem dar pela minha presença.




Lembro do teu sorriso triste enquanto os teus amigos riam as gargalhadas, eu ouvia a tua voz através das conversas impercetíveis , porque os meus olhos estavam focados em ti.




De repente ouvi reclamar a minha ausência, pois estavam a falar comigo e eu não estava a ouvir , porque estava a tomar conta doutras conversas. Desculpei-me que estava distraída  . Vi-te caminhar em direção a porta e acompanhei te com o olhar, pensado que te encontraria outra vez .




E encontrei já tinham passado muitos anos na Igreja que ambos frequentava-mos, quando me cruzei contigo no espaço onde se faziam as refeições , mas eu não sabia. Só senti que teus olhos me incomodaram, fizeram-me sentir uma sensação estranha e ao mesmo tempo  senti tristeza que eu não entendi




Mais tarde sorri e quase que soltei um grito quando vi aquela fotografia.




Vila Franca de Xira o o celebre Café Chave D'oro

HOJE DÓI MAIS





Percorre-me o corpo a dor que nalguns dias se torna insuportável, mas que na aparência apenas me faz semicerrar os olhos diante do espelho, como se nada se passasse.

Respiro fundo e continuo-me maquilhando, vou para o trabalho e não posso me atrasar, nem dar credito a esta doença que se agarrou a mim e a quem chamo de parasita.

Fibromialgia, o que é? Ninguém sabe, dizem que é maluqueira, que é da cabeça, enfim é apelidada de nomes que desmoralizam e descredibilizam quem sofre só porque não sabem de onde vem a existência destas dores.

Mas dói, dói tanto que muitas vezes se desespera.

A mim disseram-me que estas dores são consequência da grande depressão na qual andei embrulhada durante anos e que deixou este rasto.

Que não tem cura, que é para ir tomando alguns analgésicos para ajudar a suportar a dor.

Mas ainda o que mais dói é pedir ajuda médica, porque já não suportas e dizerem-te que fibromialgia não existe que é tudo da cabeça.
 

2 DE OUTUBRO



Hoje dia 2 de outubro , ainda nos rescaldo das eleições, autárquicas onde participei no apoio ao candidato em que acredito , pelo seu trabalho honesto , pela sua luta a favor de uma Elvas mais moderna, mais competitiva e progressista.



Uma Elvas que desperte o interesse dos investidores , que produza riqueza e por sua vez emprego para que se acabe de vez com os subsidio dependentes, essa mama que alimenta muita gente que passa o dia nos cafés a tomar pequenos almoços enquanto outros se esfalfam a trabalhar para os descontos.



Uma Elvas conhecida pela sua beleza , pela sua história ,pela sua gastronomia e pelo seu povo afável e doce que sabe receber tão bem.



Toda a gente sabe que Elvas é a cidade da minha paixão e por onde quer que eu passe enalteço-a com o coração cheio de orgulho e vaidade , porque é a minha cidade.



Estou feliz e quis deixar uma nota de agrado pela campanha linda que o Dr. Nuno Mocinha fez com todos os que o acompanharam, uma campanha de respeito pelos adversários, sem mentiras.



Parabéns Presidente Dr. Mocinha

Parabéns PS

Estupefacta


As vezes distraio-me com o tempo onde vivo freneticamente a vida sem paragens que me deem tempo e debruçar-me nesta janela onde tantas vezes ri, desabafei e chorei. Ao rever os caminhos que percorri e perdi e nos atalhos onde me achei .



Hoje parei diante desta janela que há muito tempo estava fechada e apeteceu-me desenhar palavras nessas vidraças empoeiradas pelo silencio das teclas mudas do meu computador .



Saber que conheço pessoas , ou que as julgo conhecer e de repente ler comentários, nas redes sociais, faz-me confusão , como é que num momento, são uma coisa e quase no mesmo instante são outra coisa? Mudam de opinião , mais rápido do que quem muda de camisa,.

Falta de carácter? Ou simplesmente agradar por agradar ?



Fico estupefacta, com pessoas assim , onde o sim e o não é (nim )e o preto e o branco é simplesmente ( cinzento ) para agradar a gregos e a troianos.



Mas depois seja como for sabem usar muito bem de meios para atingir os seus fins





Lamento que a maioria das gentes se comporte assim.



E fico-me por aqui debruçada na minha janela