Estou de baixa médica por causa da tendinite no ombro

O que é uma tendinite.....
Os tendões correspondem à parte do tecido muscular que tem uma característica dura, flexível e fibrosa, responsável pela conexão dos músculos aos ossos, fazendo um sistema de alavanca. Quando os tendões estão inflamados, irritados ou sofrem lesões microscópicas, leva a uma condição chamada tendinite. Os tendões podem ser pequenos e delicados, como os dos músculos das mãos, ou grandes e pesados, como os dos músculos da coxa. Na maioria dos casos, a tendinite acontece para uma das seguintes razões - por excesso de uso (um movimento do corpo em particular é repetido muito frequentemente) ou por sobrecarga (o nível de uma certa actividade, como o carregamento de pesos, tem sua frequência aumentada muito depressa).
Mais raramente, a tendinite é causada por uma infecção, como a gonorréia.
A tendinite normalmente acontece nos ombros, nos cotovelos, nos joelhos, nos pulsos e nas solas dos pés, embora possa acontecer em qualquer lugar no corpo. Por razões incertas, a tendinite é também comum em pessoas com diabetes.
Quadro Clínico
Em geral, a tendinite causa dor nos tecidos que cercam a junta (articulação), especialmente depois que a junta tenha sido muito usada, durante um jogo ou no trabalho. Em alguns casos, a junta pode também se tornar fraca, e a área pode ficar vermelha, inchada ou quente.
Quando tendinite é causada por uma infecção como a gonorreia, pode haver outros sintomas, incluindo erupção cutânea, febre, ou uma secreção na vagina ou no pénis.
Outros sintomas variam de acordo com o tendão afectado:
o Tendinite no ombro - A forma mais comum de tendinite no ombro é aquela que envolve o tendão do músculo supra espinhoso, que prende à porção superior do úmero (osso do braço) na junta do ombro. Menos frequentemente, o tendão do músculo infra espinhoso é afectado. Na maioria dos casos, o tendão do supra espinhoso é lesionado por excesso de uso, tipicamente em uma ocupação ou desporto que exige elevar o braço repetidamente. Pessoas que têm maior risco incluem os carpinteiros, os pintores, os soldadores, os nadadores, os jogadores de ténis e os jogadores de beisebol. O paciente comum é o trabalhador do sexo masculino, acima dos 40 anos de idade, e a dor no ombro fica no mesmo lado da mão dominante (por exemplo, ele tem dor no ombro direito se ele for destro).
Tratamento
Quanto mais rápido sua tendinite é tratada, mais cedo você recuperará a força completa e a flexibilidade. O médico pode primeiro recomendar a aplicação de gelo na região dolorosa durante intervalos de 20 minutos, três ou quatro vezes ao dia. Para aliviar a dor e o inchaço, o médico pode prescrever analgésicos anti inflamatórios por várias semanas. Você também precisará descansar o local da dor de alguns dias a algumas semanas para permitir seu corpo recuperar. Por exemplo, pessoas com o cotovelo de golfista normalmente precisam descansar o ombro por algum tempo. Se a infecção tiver causado a tendinite, serão prescritos também antibióticos.
Dependendo do local e da severidade da tendinite, você pode precisar de uma imobilização temporária, como uma tala. Porém, é importante manter os movimentos da junta para evitar que ela “congele”.
Para casos mais sérios de tendinite não infecciosa, o médico pode fazer uma infiltração (injectar um corticosteróide ou fazer uma anestesia local) no tendão afectado. Ele também pode indicar fisioterapia para tratamentos locais mais especializados, utilizando ultra-som, massagem de fricção ou hidroterapia para melhorar a mobilidade. O (a) fisioterapeuta também irá conduzir um programa de reabilitação que ajudará a recuperar a força, o movimento e a função do membro afectado. A duração da reabilitação varia, dependendo do tipo e da severidade da tendinite. Por exemplo, são necessários pelo menos dois e até seis meses para a recuperação de uma tendinite de Aquiles e pelo menos seis meses para a epicondilite.
Cirurgia raramente é necessária para tratar uma tendinite. Ela é reservada para casos que não respondem a outros tipos de tratamento.

1 comentário:

Anónimo disse...

tenho tendinite há já algum tempo mas ainda está longe de curar. Estou a relatar a minha evolução no meu blog. tendinite no ombro