Dois meses na Guiné_Bissau


A chuva cai intensamente arrastada por rajadas de vento estrelocado que não sabe para onde soprar. Tal como o meu coração que se distrai na minha mente em pensamentos que o fazem bater tão rápido que quase dificulta o meu respirar.
O encontro com o equipamento da maternidade da Fundação Mariana Martins, doado para o Centro Medico da Casa Emanuel na Guiné-Bissau, vai ficando cada vez mais próximo e a ansiedade vai crescendo.
Estou feliz por ainda poder ser útil no curso em que me formei com tanta dedicação e onde me dou por inteiro e que apesar da idade me faz por em prática os sonhos que sonhei em menina.
A chuva continua a caiar, batendo de encontre ao telhado de zinco do alpendre do meu quintal, mais calma, porque já não há vento, mas a embalar este pensamento que esvoaça entre o passado e o presente para sorrir nesse futuro que se apresenta na minha vida cheio de dificuldades e muitos espinhos, sem que eu sinta qualquer espécie de medo.
Obrigada Deus por renovares as minhas forças  a cada dia que passa e guiares os meus passos na tua direcção, porque só TU  és o Senhor da minha vida.

1 comentário:

sercon disse...

gostei do blog, parabéns

PS: Elvas continua belo!

sercon/
www.lenteoculta.blogspot.com